favela-painting_santa-marta_1_u_1000

Artigo: Data Favela mostra nova realidade de quase 12 milhões de brasileiros

Foi-se o tempo em que o morro e a favela eram redutos de pessoas com baixa renda e sem acesso a bens de consumo. É o que indica um estudo do Data Favela. O instituto divulgou o inédito “Radiografia da Nova Favela Brasileira”, que ilumina uma camada social com potencial de consumo e demandas específicas.

Alguns números divulgados ontem:

– 12 milhões de brasileiros vivem em favelas, população maior do que todo estado do RS
– A média salarial é de R$ 910 e a renda total estimada deste público é de R$ 63,2 bilhões
– 65% da população de favelas fazem parte da classe média e 32% da classe baixa
– Metade das casas tem TV de LCD ou plasma, computador e micro-ondas
– 59% dos habitantes de favelas não possuem conta corrente e 65% não têm cartão de crédito
– 85% das pessoas possuem celular, 50% têm acesso à internet e 41% usam a internet móvel

Outros dados mostram que a população é fortemente ligada a comunidade – por exemplo, práticas como vender fiado continuam – e se sente feliz em morar por lá, apesar das melhorias necessárias em áreas básicas como saneamento e o abastecimento de energia e água.

O estudo ajuda a dimensionar e enxergar melhor um extrato social cada vez mais relevante economicamente, abrindo novas oportunidades para marcas e ajudando a desmistificar estereótipos culturais que não condizem com a nova realidade da favela brasileira.

Com informações do Estadão e do G1. Leia mais aqui e aqui.

Share on Facebook0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0Share on Google+0Share on LinkedIn0